Pousada Sossego da Pampulha abraça candidatura do Conjunto Moderno da Pampulha como Patrimônio Cultural da Humanidade

O Conjunto Moderno da Pampulha está cada vez mais perto de se tornar Patrimônio Cultural da Humanidade. Em fevereiro de 2015, a Organização das Nações Unidas para a Cultura, Ciência e Educação (Unesco) comunicou ao Itamaraty, à Prefeitura de Belo Horizonte e à Fundação Municipal de Cultura que a candidatura belo-horizontina foi aceita pela entidade.

A fim de contribuir para que mais pessoas abracem a causa, a Pousada Sossego da Pampulha em parceria com a Fundação Municipal de Cultura, começou na última segunda feira, 02/11, a promover ações para que seus hóspedes e colaboradores se conscientizem sobre a candidatura. Um banner foi colocado no hall da Pousada, foderes distribuídos e fotos foram postadas nas Redes Sociais.

Segundo a diretora da Pousada, Joice Furtado, ações assim são importantes para que a PBH e população preservem o local. “A arquitetura da Pampulha é uma referencia no nosso país e não é devidamente cuidada. Se fizermos parte desta lista, talvez aumente nossas chances de limparmos definitivamente a lagoa para que ela não seja mais um esgoto a céu aberto”, afirma.

 

O conjunto

O Conjunto inclui os edifícios e jardins da Igreja de São Francisco de Assis, o atual Museu de Arte da Pampulha (antigo Cassino), a Casa do Baile (atual Centro de Referência em Urbanismo, Arquitetura e Design de Belo Horizonte), o Iate Golfe Clube (hoje Iate Tênis Clube), além da residência de Juscelino Kubitschek, o espelho d’água e a orla da Lagoa no trecho que os articula.

Porque fazer parte da lista de patrimônios culturais da humanidade O título de Patrimônio Cultural da Humanidade é concedido pela Organização das Nações Unidas para a Cultura, Ciência e Educação (UNESCO) a monumentos, edifícios, trechos urbanos e até ambientes naturais de importância paisagística que tenham valor histórico, estético, arqueológico, científico, etnológico ou antropológico. O objetivo da UNESCO não é apenas catalogar esses bens   culturais valiosos, mas ajudar na sua identificação, proteção  preservação.

Fazer parte da lista de patrimônios culturais da humanidade é importante não só pelo caráter de reconhecimento da importância que os bens possuem, mas também por significar que este passará a contar com o compromisso de proteção da UNESCO e de todos os países signatários da Convenção para a Proteção do Patrimônio Mundial, Cultural e Natural, o que hoje significa contar com o resguardo de 190 países. Além disso, o aporte de recursos e a valorização dos Patrimônios Culturais Mundiais tendem a contribuir para fomentar o turismo na região o que gera novos investimentos na economia local e empregos para a população.

Entre os bens já reconhecidos pela Unesco estão a cidade histórica de Ouro Preto, o Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas, e o centro histórico de Diamantina.